Portugais @ Créteil

Logo du site

AZUL SOBRE OURO

Única no mundo, a coleção de pratos de porcelana chinesa da Sala das Porcelanas do Palácio de Santos (hoje, sede da Embaixada de França em Portugal) ilustra a história da própria produção cerâmica na China, entre os inícios do século XVI e o final do século XVIII, e o seu comércio com a Europa.

Residência real desde o final do século XV (por lá terão passado D. Manuel I, D. João III e D. Sebastião), o Palácio de Santos, adquirido em 1629 pela família Lencastre, sofre importantes obras estruturais entre 1664 e 1687. É realizada nessa altura a insólita Sala das Porcelanas, com teto piramidal de talha dourada, onde são incrustados mais de 250 pratos de porcelana chinesa, na quase totalidade com decoração azul e branca. Em 1870, o Estado Francês arrenda o edifício, acabando por adquiri-lo em 1909.

Numa parceria inédita com a Embaixada de França, o MNAA apresenta uma ilustrativa exposição com cerca de 60 pratos da Sala das Porcelanas (onde decorrem, atualmente, trabalhos de conservação e restauro). Encastrados no invulgar teto no século XVII, os pratos saem pela primeira vez do Palácio de Santos. A exposição é, por isso, uma oportunidade rara para ver de perto este conjunto de peças singular.

Comissariado
Maria da Conceição Borges de Sousa
Rui André Alves Trindade